Homenagens

Homenagem do Subprocurador-Geral da República Dr. Samir Haddad

“Mas, para Fontes de Alencar, acredito que mais forte seria a figura do próprio Cristo ao caminho do calvário, dizendo: ‘multidão, abre alas, aqui passa o amor, a amizade, a humildade, aquela que enaltece’.” Dr. Samir Haddad


‘Sr. Presidente, Srs. Ministros, senhores familiares do Sr. Ministro Fontes de Alencar, advogados, funcionários, senhoras e senhores, após a leitura do curriculum do Sr. Ministro Fontes de Alencar, praticamente ficou delineada a necessidade imperiosa das manifestações já expressadas pelos Srs. Ministros Hamilton Carvalhido, Paulo Medina e Paulo Gallotti. 

Eu não poderia deixar, em meu nome pessoal e do Ministério Público Federal, de participar da homenagem ao Sr. Ministro Fontes de Alencar, ao grande jurista humano, estudioso e com muita honestidade de propósito. 

Por singela coincidência, na primeira sessão oficial do Sr. Ministro Fontes de Alencar – e, como já foi dito, S. Exa. estará sempre presente –, eu representava o Ministério Público Federal. 

O que eu poderia acrescentar depois de tudo o que foi dito ao Sr. Ministro Fontes de Alencar. Somente se eu procurasse em uma força de expressão de Buda, quando vai à montanha à procura da sabedoria: “através da solidão, enfrento as agruras para, posteriormente, transmitir ao mundo todo a forma de ver a vida e de ajudar as pessoas”. Poderia, também, implorar para a força da figura de Tiradentes, quando caminha em direção ao cadafalso, dizendo: “multidão, abre alas, aqui passa a liberdade”. 

Mas, para Fontes de Alencar, acredito que mais forte seria a figura do próprio Cristo ao caminho do calvário, dizendo: “multidão, abre alas, aqui passa o amor, a amizade, a humildade, aquela que enaltece”. Pois bem, como não tenho essa força de expressão, recorro ao meu engenho para lembrar uma velha fábula árabe que atribui que a maior virtude que um homem possa ter é o dom da amizade, e Luiz Carlos Fontes de Alencar tem essa capacidade a todas as evidências. 

 Dentro dos cinqüenta anos devotados ao mundo da Justiça e ao mundo do Direito, Fontes de Alencar passa, embora ainda continuará com fulgor publicando, escrevendo, registrando a sua opinião e alongando o entendimento dos textos jurídicos. Quando a Academia Sergipana de Letras o imortalizou, S. Exa. já era imortal por suas próprias obras, bondade, lhaneza, lealdade e capacidade de ser amigo. Portanto, meu caro Luiz Carlos Fontes de Alencar, V. Exa., hoje, deixará uma cadeira vazia em tese, porque a sua presença estará sempre presente nesta Turma e neste Tribunal. 

Agradeço, realmente, que os desígnios divinos tenham me colocado como representante do Ministério Público Federal para poder fazer também a minha manifestação pessoal, porque V. Exa. sabe da minha estima e admiração. 

Desejo que V. Exa. prossiga com essa aura de bondade, de humanidade e de sabedoria. Muito obrigado’

Dr. Samir Haddad
Subprocurador-Geral da República

Dezembro, 2003

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s