Livros

“Uma observação fundamental: não se pode separar, nas páginas da lavra fontes-alencarinas, o histórico, o jurídico etc. do viés literário. Mesmo quando não tenha por objeto imediato a literatura stricto sensu, literatura faz, e boa literatura, mercê da linguagem acurada, do estilo rico, da cultura transbordante, da elegância da elocução… ”  (Anderson Braga Horta)

 

capinha

Um Brasileiro nas Abas do Mar de Atlas
Em 1821 – o Brasil achando-se às vésperas de se tornar Independente – José Bonifácio doutrinava, nas suas “Instruções do Governo Provisório de São Paulo aos Deputados às Cortes de Lisboa”: “Parece-nos também muito útil que se levante uma  cidade central no interior do Brasil para assento da Corte ou da Regência, que poderá ser na latitude, pouco mais ou menos, de 15 graus, em sítio sadio, ameno, fértil e regado por algum rio navegável.” 
[Edição do Autor, 2016]

Livro digital: José Bonifácio, o brasileiro nas abas do Mar de Atlas – Fontes de Alencar

…………………………………………………………………………………………………………………..


Kalevala e Outras Temas
Kalevala é a epopéia nacional da Finlândia: versos bem antigos que Elias Lönnrot recolheu dos bardos carelianos no segundo quarto do séculoXIX. Narra a heroicidade da gente finlandesa. [Editora Thesaurus, 2014]

Conteúdo: Kalevala – O Rosto Perdido – Dois Tradutores de Dante Alighieri – 130 Anos de Dias e Noites – Aquele Tobias – O Tradutor Ignoto – Prefácio de Menores e Loucos em Direito Criminal – Rui, Tradutor de Leopardi – Rui Barbosa e a Grande Guerra – Presença de Rui Barbosa – O Romantismo brasileiro e a Polônia – Machado de Assis e Adam Mickiewicz – Santa Luzia de Goias – Relembrança de Joaquim Nabuco – O Jovem e o Poema – Jorge de Lima e Jorge Medauar – Lampiões de Rua – O Poeta da Palmeira de Mármore – Dois Jornalistas na Cadeira de Gonçalves Dias – De Prosadores e Poetas – Alberto de Oliveira – Fausto Cardoso – O Poeta João Ribeiro – Laudelino Freire – O Cisne de Outras Margens – Cassiano Nunes – Água do Camaragibe  – Hernani Donato – João Alberto – Saudação Acadêmica – Discurso em Luziânia  – Medalha Prêmio – Coroa de Sonetos – O Poeta de Archotes e Orós

…………………………………………………………………………………………………………………..

Anotações de Poesia no Centenário da Revista Americana
Fontes de Alencar, jurista e homem de letras, apresenta-nos ‘Anotações de Poesia no Centenário da Revista Americana (1909-1919), em que se manifesta sobre textos poéticos publicados pelo mencionado veículo de divulgação, durante seus quase dez anos – José Geraldo Pires de Mello. [Editora Thesaurus, 2010]

Conteúdo: Alberto de Oliveira – Antonio Sales – Euclides da Cunha – Feliz Alexis Arvers – Garcia Rosa – Goulart de Andrade – Guillermo Blest Gana – Guillermo Valencia – Hermes Fontes – João de Barros – Jonathas Serrano – José Severiano de Resende – Júlio Dantas – Luiz Delfino – Machado de Assis – Menotti Del Picchia – Olavo Bilac – Pethion de Villar – Rubén Dario – Samuel A. Lillo – Santos Chocano – Xavier da Silveira

…………………………………………………………………………………………………………………..

Elogia de Jorge Medauar
Oração Acadêmica proferida na solenidade de posse da Academia de Letras do Brasil. A edição também apresenta o discurso de saudação ao novo confrade, do acadêmico Anderson Braga Horta. [Editora Thesaurus, 2010]

…………………………………………………………………………………………………………………..

História de uma polêmica
Fontes de Alencar, jurista de sensibilidade histórica e política, descreve e analisa, com perspicácia de interpretação, os documentos por ele pesquisados sobre a polêmica trilateral, direta entre Rui Barbosa e Gumersindo Bessa, indiretamente a partir da decisões de Rio Branco na nem tão pacificamente resolvida Questão do Acre, onde guerrilheiros nordestinos estavam em combate sob a liderança do gaúcho Plácido de Castro, numa sintomática síntese de brasilidade do Norte ao Sul. Fontes de Alencar concentra-se nos antecedentes da Questão e na polêmica a respeito. [Editora Thesaurus, 2005]

……………………………………………………………………………………………………………..

Liberdade: Teoria e Lutas
Este trabalho de investigação reclama conhecimento do conteúdo geral da obra de Rui Barbosa, já se aproximando de 140 tomos. Descobrir nessa massa de informações o ponto apropriado ou procurado é empenho de pesquisador experiente e culto, em busca do diamante sem jaça. Conhecimento dessa natureza revela o Ministro Fontes de Alencar do Superior Tribunal de Justiça no conjunto de apreciações que reuniu sobre o habeas corpus e outros estudos. Além de demostrar saber da vida de Rui, no Império e na Republica, penetra-lhe o pensamento para fazer dele ressaltar conceitos primorosos, pouco divulgados como os relativos ao “crime de hermenêutica”, de que foi acusado o Juiz Alcides Mendonça lima, no Rio Grande do Sul.
[
Editora Brasília Jurídica, 2005]

…………………………………………………………………………………………………………………..

Habeas Corpus (1958)

………………………………………………………………………………………………………………….

Projeto ‘O Livro na Rua’, da Editora Thesaurus:
Antologias brevíssimas de poesias, contos, crônicas e ensaios, com o objetivo difundir a diversidade e a riqueza da literatura de língua portuguesa.

Organizador dos fascículos 14 – Bittencourt Sampaio – Poesias; 25 – Silvio Romero – Contos Populares; 26 – João Ribeiro – Dois Estudos de Folclore, e 29 – Tobias Barreto, da série Autores Brasileiros; e 17 – Rebelo da Silva – Última Corrida de Touros em Salvaterra, da série Autores Portugueses.

◊ Livro na Rua – Rui Barbosa
Panorama da vida e obra do jurista e senador Rui Barbosa.

 

 

 

 

 

 

 

◊ Livro na Rua – Silvio Romero
Nesta fascículo, Fontes de Alencar se serve da 5ª edição de Contos Populares do Brasil (1911), que reúne contos diretamente recolhidos da tradição oral.


 

 

 

 

 

 

◊ Livro na Rua – João Ribeiro
Dois Estudos de Folclore, de autoria do escritor sergipano João Ribeiro.

 

 

 

 

 

 

 

◊ Livro na Rua – Bittencourt Sampaio
Poesias do escritor Bittencourt Sampaio.

 

 

 

 

 

 

 

◊ Livro na Rua – Tobias Barreto
Compilação de poemas do autor sergipano Tobias Barreto, considerado um dos maiores intelectuais brasileiros.

◊ Livro na Rua – Rebelo da Silva
Última Corrida de Touros em Salvaterra